percurso

1º DIA - DIA 17
Belmonte - (Sortelha) - Castelo Mendo - 97 kms / +1547

Deixando Belmonte, o percurso começa por descer por uma antiga vereda para, logo de seguida, cruzar a estrada nacional e continuar, em terra batida, seguindo para este para atravessar a auto-estrada e a linha de comboio. Ao se aproximar da ribeira das Inguias, atravessa-a em conjunto com a estrada de alcatrão e, já na outra margem, segue em terra batida subindo este vale. Deixa o vale, que agora se chama de Quarta-Feira, e, contornando a Serra da Pedra Furada, avista a Aldeia Histórica de Sortelha. Em conjunto com o PR local, sobe por entre canadas, calçadas romanas e medievais até à porta poente do Castelo, junto ao antigo hospital.

Este percurso inicia-se descendo em direção à Urgeira onde se separa da etapa Monsanto-Sortelha, daqui continua a descida em direção ao Vale do Côa. À chegada ao Sabugal cruza-se com a GR Côa. Atravessando o núcleo histórico, segue para este em direção ao Souto, para mais à frente encontrar a barragem de Alfaiates e, de seguida, a aldeia que lhe dá o nome. Continuando ao longo desta ribeira, chega à Rebolosa para daqui seguir o rio Cesarão até chegar a Vilar Maior, passando pela Aldeia da Ribeira. Daqui, o percurso mantém-se pelo planalto sobranceiro ao rio Côa, passa pela Malhada Sorda e leva-nos até à Freineda, antes de descer o vale. Cruza o rio junto a uma praia fluvial (travessia condicionada de Inverno, ver alternativa) e inicia a subida até Castelo Mendo.

Localidades no Percurso

00,0 Km - Belmonte

 

17,9 Km - Sortelha

 

29,6 Km - Urgeira

 

34.9,0 Km - Sabugal

Pontos de Interesse: Castelo do Sabugal, Praia Fluvial e Rio Côa.

49,2 Km - Souto

 

56,4 Km - Alfaiates

Pontos de Interesse: Castelo de Alfaiates e Convento de Sacapartes.

60,9 Km - Rebolosa

 

65,9 Km - Aldeia da Beira

 

71,2 Km - Vilar Maior

Pontos de Interesse: Castelo de Vilar Maior

80,4 Km - Malhada Sorda

 

87,4 Km - Freineda

 

2º DIA - DIA 18
Castelo Mendo - (Almeida) - Castelo Rodrigo - 55 kms / +634.

Esta etapa dirige-se para norte ao longo destes planaltos sobranceiros ao Côa, começando por seguir até à EN16, por terra batida, onde junto a esta, cruza a A25 por passagem inferior. Deste ponto, segue por terreno plano e novamente em terra até Leomil, para depois passar por Ansul e chegar à Aldeia Nova, sempre no mesmo tipo de ambiente. Continuando pelo planalto, o percurso conflui mais à frente com a EN340, onde se junta à Grande Rota (GR) do Côa para, em conjunto, atravessarem o rio junto à ponte antiga e subirem por caminhos ancestrais até à Aldeia Histórica de Almeida, separando-se pouco antes da referida GR.

Saindo de Almeida pela ciclovia de circunvalação da muralha, o percurso segue para norte, por terra batida, para atravessar a ribeira das Alvercas e continua por caminhos de pastoreio até chegar à Malpartida. Seguindo por estas planícies, brindadas pelo voo das rapinas, o percurso cruza a EM604 por duas vezes: uma em Vermiosa e outra junto a Almofala, e aproxima-se da Ribeira de Aguiar para chegar a Mata de Lobos. Daqui o percurso muda tendencialmente de direção, seguindo agora para oeste irá atravessar a referida ribeira, para. em conjunto com o Percurso PR3 FCR, subir até à Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo, que já nos observa lá do alto, passando pelo convento de St.a Maria de Aguiar.

Localidades no Percurso

00,0 Km - Castelo Mendo

 

06,0 Km - Leomil

Pontos de Interesse: Igreja Matriz.

09,4 Km - Ansuk

 

10,7 Km - Aldeia Nova

 

Ponte Grande Rio Côa

 

18,9 Km - Almeida

 

26,1 Km - Malpartida

 

40,3 Km - Almofala

Pontos de Interesse: Torre de Almofala.

46,9 Km - Mata de Lobos

Pontos de Interesse: Igreja Matriz e Capela de Santa Marinha.

52,3 Km - Convento de Sta Maria de Aguiar

Pontos de Interesse: Convento de Sta Mª de Aguiar.

3º DIA - DIA 19
Castelo Rodrigo - (Marialva) - Trancoso - 65 kms / +1379.

Deixando Castelo Rodrigo o percurso segue, predominantemente em terra batida, em direção ao vale do Côa contornando a Serra da Marofa. Ao entroncar com a estrada alcatroada, que liga Cidadelhe às aldeias da margem direita, e quando chega ao portão da Reserva da Faia Brava, junta-se à Grande Rota do Côa para atravessar o rio e subir a encosta separando-se desta, ainda antes da referida localidade. Daqui, deixa temporariamente esta estrada, para depois a cruzar ao entrar no vale da ribeira do Porquinho e subir à localidade de Juizo. Continuando agora em alcatrão, o percurso atravessa a ribeira de Massueime para chegar à Gateira, seguindo por terreno plano e em terra batida até junto das rotundas de acesso ao IP2, que utiliza para o atravessar. Deixando logo de seguida o alcatrão, aproxima-se de Marialva, passando primeiro pela Devesa, antes de chegar à Aldeia Histórica.

Estando na aldeia mais a norte de toda esta Grande Rota, o percurso ruma agora a Sul, descendo à devesa desta Aldeia Histórica onde deixa a etapa anterior. Seguindo em terra batida, atravessa a ponte da ribeira de Marialva e dirige-se ao Rabaçal, agora tendencialmente para oeste, sobe até à localidade de Esporões. Após atravessar esta povoação, segue por estradas florestais, que progressivamente se transformam em caminhos agrícolas ao se aproximar de Moreira de Rei e das suas curiosas formações graníticas. Daqui, e já em conjunto com o percurso “Guardiões do Planalto”, esta etapa continua para Sul até Castaíde, onde encontra o vale Azedo, que acompanha, até iniciar a subida final para a Aldeia Histórica de Trancoso.

Localidades no Percurso

00,0 Km - Castelo Rodrigo

 

07,6 Km - Freixeda

 

14,5 Km - Faia Brava

Pontos de Interesse: Reserva natural da Faia Brava.

25,5 Km - Juizo

 

29,0 Km - Gateira

 

36,2 Km - Marialva

 

45,0 Km - Rabaçal

 

52,0 Km - Esporões

 

54,2 Km - Moreira de Rei

Pontos de Interesse: Castelo de Moreira de Rei e sepulturas antropomorficas.

60,2 Km - Castaíde

 

4º DIA - DIA 20
Trancoso - Linhares da Beira - 43 kms / +708.

Esta etapa deixa Trancoso pelo lado sul, entra em terra batida e desce em direção à localidade de Miguel Choco, daqui, e passando logo depois por Vendo do Cepo, entra no vale da ribeira de Muxagata. Ao longo deste vale, passa pela Aldeia Nova e pela aldeia que lhe dá nome, acompanhando esta ribeira até à sua foz no rio Mondego. Aqui, cruza a linha de comboio e a autoestrada, pela passagem inferior, segue o rio Mondego para jusante e atravessa-o num açude (travessia condicionada em período de cheia, ver alternativa) para de seguida subir a encosta até à EN16. Cruzando esta estrada, o percurso mantém a direção sul, passando ao largo de Vila Soeiro e cruzando as localidades de Mesquitela, Carrapichana e Figueiró da Serra, em direção a Linhares da Beira, onde chega em conjunto com uma Pequena Rota pela calçada Romana.

Localidades no Percurso

00,0 Km - Trancoso

 

06,0 Km - Miguel Choco

 

7,3 Km - Venda do Cepo

 

15,0 Km - Aldeia Nova

 

23,0 Km - Muxagata

 

29,8 Km - Vila Soeiro do Chão

 

32,5 Km - Mesquitela

Pontos de Interesse: Praia Fluvial.

36,0 Km - Carrapichana

 

5º DIA - DIA 21
Linhares da Beira - Piódão - 80 kms / +3407.

Esta é uma das etapas mais exigentes de toda a Grande Rota (GR22). Inicia-se em conjunto com uma das Pequenas Rotas, aqui existentes, e sobe em direção ao planalto de Videmonte e Casais de Folgosinho. Ao atingir este planalto, percorre toda a cumeada da encosta norte passando pela Portela de Folgosinho, pelo posto de vigia da Santinha e pela casa abandonada dos serviços florestais, antes de chegar ao alcatrão já perto do Vale do Rossim. Aqui encontra a Variante da GR22 que faz a ligação à Aldeia Histórica de Belmonte, e inicia a descida ao longo da ribeira da Ferverença até ao Sabugueiro, de onde continuará a descer acompanhando agora o rio Alva. Percorrendo levadas, passa pela capela da Sr.ª do Desterro e segue até à Lapa dos Dinheiros, de onde continua por caminhos agrícolas até Valezim, onde inicia a subida para a Portela do Arão. Deste local desce em direção a Vide e enfrenta uma das subidas mais difíceis de toda a GR – a encosta do Colcurinho. Antes do topo, o percurso mantém a cota, até iniciar a descida em alcatrão para o Piodão.

Localidades no Percurso

00,0 Km - Linhares da Beira

 

27,5 Km - Vale do Rossim

Pontos de Interesse: Praia fluvial e Baragem do Vale do Rossim.

32,5 Km - Sabugueiro

Pontos de Interesse: Praia Fluvial e Vale do Urso.

40,0 Km - Sra do Desterro

Pontos de Interesse: Museu da Eletricidade, Praia Fluvial, Mata do Desterro e Rio Alva.

44,0 Km - Lapa dos Dinheiros

Pontos de Interesse: Praia Fluvial e Ponto de interesse natural.

47,5 Km - Valezim

Pontos de Interesse: Santuário da Srª da Saude.

63,5 Km - Vide

Pontos de Interesse: Núcleos de Arte Rupestre.

6º DIA - DIA 22
Piódão - Castelo Novo - 87 kms / +3277.

O início desta exigente etapa é coincidente com o final da anterior. Separa-se da mesma quando inicia a subida em direção ao cume de S. Pedro do Açôr. Percorre parte do parque eólico, para de seguida começar a descer para a face Sul em direção a S. Jorge da Beira. Daqui o percurso sobe pela EM502, entra no vale de Unhais-o-Velho, descendo-o para depois da localidade subir até à Portela de Unhais. Deste ponto, rapidamente desce à Póvoa da Raposeira para acompanhar uma ribeira afluente do Zêzere até à sua foz e chegar a Dornelas do Zêzere, onde o atravessa em direção ao Alqueidão. Após esta localidade, o percurso dirige-se para a Serra da Gardunha, contornando o vale das Bogas, e sobe ao cume da Moeda de onde desce para Sul. Já perto da base desta Serra o percurso dirige-se agora para este em direção a Castelo Novo, passando por S. Vicente da Beira e Louriçal do Campo.

Localidades no Percurso

00,0 Km - Piodão

 

26,3 Km - S. Jorge da Beira

 

31,0 Km - Aradas

 

32,5 Km - Unhais o Velho

 

33,5 Km - Portela de Unhais

 

36,0 Km - Póvoa da Raposeira

 

41,5 Km - Dornelas do Zêzere

Pontos de Interesse: Praia Fluvial.

64,0 Km - Partida

 

67,5 Km - Pereiros

 

71,5 Km - S. Vicente da Beira

 

77,5 Km - Louriçal

 

7º DIA - DIA 23
Castelo Novo - (Idanha-a-Velha) - Monsanto - 64 kms / +932.

Esta etapa sai de Castelo Novo coincidente com a anterior para, no final do casario, se separar desta e infletir para este, atravessando a EN18, a linha de comboio e a Ribeira de Alpreade, que a partir daqui acompanha, passando pela Atalaia do Campo e subindo depois para a Orca. Desta localidade, segue em direção à ribeira do Taveiro para a atravessar e acompanhar, a alguma distância, até à Aldeia de St.ª Margarida de onde se dirige para Sul e continua em direção a Proença-a-Velha. Entrando no vale do rio Torto, atravessa-o por uma ponte pedonal e segue por entre caminhos florestais até à Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha.

Saindo de Idanha-a-Velha para este, em conjunto com a GR12/E7, esta etapa cruza o rio Pônsul pela ponte Romana e segue por esta planície infletindo para Norte em direção à Monte-Ilha separando-se da referida Grande Rota (GR). Atravessa as ribeiras da Silveirinha e da Nave para, ao se aproximar novamente do rio Pônsul, chegar à Capela da Senhora da Azenha e cruzar novamente a GR que vem de Espanha. Deste ponto, segue em terra batida até chegar à localidade da Devesa de Monsanto, para daqui subir pela calçada romana até à imponente “ilha”(peak), que sobressai nesta paisagem plana e onde se instalou ancestralmente esta Aldeia Histórica.

Localidades no Percurso

00,0 Km - Castelo Novo

 

08,0 Km - Atalaia do Campo

 

15,0 Km - Orca

 

26,0 Km - Aldeia de Santa Margarida

 

33,0 Km - Proença-à-Velha

Pontos de Interesse: Museu do Azeite.

44,5 Km - Idanha a Velha

 

62,5 Km - Devesa

 

8º DIA - DIA 24
Monsanto - (Sortelha) - Belmonte - 93 kms / +1797.

Saindo desta aldeia pela porta oeste, o percurso desce pela calçada romana coincidente com a GR12/E7 para mais à frente, onde encontra terra batida, se separar desta, infletindo para Norte em direção à Aldeia de João Pires. Antes desta localidade, o percurso percorre uma secção de alcatrão até atravessar a ribeira com o mesmo nome. Continuando para Norte, o percurso passa ao lado de Penamacor para, rapidamente e num terreno agora mais acidentado, com a aproximação da Serra da Malcata, chegar à Meimoa. Após subir até à barragem, contorna a albufeira pelo lado este, para no extremo norte se dirigir para a localidade de Meimão, continuando depois a subir até Alagoas. Descendo agora até à Urgeira, passando pela Aldeia de St.o António, junta-se à etapa seguinte e inicia a subida até à Aldeia Histórica de Sortelha.

Saindo de Sortelha pela Calçada Romana no lado poente, esta etapa segue em conjunto com o PR “Caminho Histórico”, por entre canadas e veredas, até uma pequena secção de alcatrão onde o deixa, mantendo a sua direção tendencial para oeste. Seguindo ao longo da ribeira das Inguias, e atravessa-a junto a esta povoação, na Rua da Escola. Continua por caminhos de terra batida com Belmonte à vista, aproximando-se da Serra da Esperança. Antes de chegar a esta Aldeia Histórica, o percurso atravessa a linha de comboio (passagem sem guarda) e a autoestrada em passagem inferior. Segue por caminhos agrícolas, até atravessar a estrada nacional e subir por uma antiga vereda para Belmonte.

Localidades no Percurso

00,0 Km - Monsanto

 

13,5 Km - Aldeia de João Pires

 

34,5 Km - Meimoa

Pontos de Interesse: Praia Fluvial.

51,0 Km - Meimão

Pontos de Interesse: Barragem da Meimoa.

74,42 Km - Belmonte